Cunha: história, arte e aventura

Conheça um pouco mais da história da cidade de Cunha.

Um lugar para conhecer

História

Durante o Brasil Colônia, o escoamento do ouro e pedras preciosas de Minas Gerais se dava pelo porto de Paraty.

Passando pela Serra do Mar em direção ao litoral, o caminho foi construído por escravos a partir de trilhas dos índios Guaianases, e foi utilizado para esse fim até o início do século XVIII, quando foi construído o “Caminho Novo”, diretamente para o porto do Rio de Janeiro.

Em 1730, já sem o movimento do ouro, desbravadores e viajantes se fixaram em um povoado à beira da estrada que recebeu o nome de Freguesia do Falcão em homenagem a uma família portuguesa que ergueu uma capela no local. Com seu desenvolvimento, graças ao transporte do café do Vale do Paraíba, em 1785, o povoado foi elevado à vila, com o nome de Nossa Senhora da Conceição de Cunha, em consideração ao governador da Província de São Paulo. Já em 1858, foi emancipada de Guaratinguetá e tornou-se o município de Cunha.

Cunha foi palco na revolução de 1932, quando um batalhão da marinha do Rio de Janeiro subiu a Serra do Mar pela via, a fim de chegar a capital paulista pelo Vale do Paraíba. Após três meses de batalha e o fuzilamento de Paulo Virgínio, agricultor leal que não revelou a posição das tropas paulistas, as tropas federais foram derrotadas na região. Paulo Virgínio é um dos heróis da Revolução Constitucionalista e está enterrado com os jovens do MMDCA no Mausoléu do Ibirapuera.

Em 1948, Cunha tornou-se Estância Climática e é, hoje, destino turístico de importância no estado de São Paulo, por suas edificações históricas, seus recursos naturais e atividades culturais.

Cunha tem vários edifícios tombados, alguns com proteção integral das fachadas, volumetria e interior da edificação. A Igreja Matriz, consagrada à Nossa Senhora Conceição (1731) e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (1793), que servia de local de culto para os escravos e brancos pobres, estão entre eles. 

Fotos obtidas no site da Prefeitura de Cunha: Veja mais